quarta-feira, setembro 09, 2009

Pai - alma que minh´alma ama

Pai

Que dia hein? 09 de setembro de 2009....
Mais um 9 de setembro...
Então Pai, setembro anuncia a chegada da primavera...
e mesmo que eu não soubesse seria, pra mim, a chegada da primavera
Você semeou minha vida com minha Mãe, adubou com terno amor sempre
Não se ateve a ser um mero pai, foi um pai-poeta, foi um pai-eureka:
Quando me levou ao mar, não foi apenas para apresentar ao mar apenas
Foi para me dar ciência da essência humana, mensurar a vida, ver o oceano interior
a unicidade das coisas boas, a gota que se torna imensidão e ganha consciência plena
Ao me levar no circo, me proporcionava visões mágicas, tocava meu ombro pra observar algo além -
se preciso até me levantava para ver o que estava por trás e me esbugalhava os olhos...^^
Na saída, ao vermos um palhaço com guarda-chuva cheio de pequenos guarda-chuvas ^^
Disse: Vai, converse com ele... e eu fui - sentindo um palhaço me conduzindo a outro
Pois enches minha vida de cor, minha infância de doces e encantadas descobertas...^^
O primeiro brinquedo, as viagens aventureiras, as madrugadas que acordava cedo pra viajar contigo...ai quão gostoso é...
Das inúmeras vezes que ia para a sub-estação da coelba, e você lá, vendo 'Sem Censura", saboreando inúmeras laranjas .. ora e outra fazia a rotina, colocava as botas, o capacete, ia lá fora, fazer chegagens... ^^ Pequenas coisas - gigantescas lembranças
Testemunhava sua calma, seu ócio criativo, os desenhos de geometria perfeita, circulos dentro de circulos e no fim , davam formas fascinantes aos olhos...^^
Madrugadas que levantava da cama, descia as escadas, ouvia a TV baixinha soar vozes....e lá estava você, assistindo Jô Soares.... ^^ entrava de mansinho, perguntava quem era, depois sentava... fazia outra perguntava, rss, vc dizia: ''perae, quero ouvir aqui...rs''
Já bastava o som da faca descacando a laranja, cortando ao meio, logo depois, ao tirar a faca do corte, conduzia até a boca, e lambia a ''pequena poça'' que ficava na lâmina da faca e passava entre os labios, como a máquina de escrever correndo de um lado ao outro...rsrs...^^
e não deixava uma gota de suco no que restava da laranja ao fim....

Pai, inúmeras são as lembranças, as marcas que ficaram e surgem sempre...
Você é uma virtude em mim!
Você é um exemplo de naturalidade, de encarar a vida com uma sapiência tremenda e ao mesmo tempo com soberbo instinto arcaico, no prazer de trabalhos manuais obsoletos, coletivos, filantrópicos...
Você, em seu ambiente, só de pensar, canalizar energia positiva, exalar amor, já inunda de boa ventura tudo ao redor

Feliz Aniversário, Painho
Abraço eterno
Te amar é realmente viver - pois vejo a unicidade de ver tudo em tudo ^^
Namastê

4 comentários:

Edy Das disse...

Esse(Poeta) é o meu Garoto!
Meu mar interno transbordou
Pelas janelas d'minh'alma...

Namastê!

Léa disse...

Não sei o que é mais bonito: o pai que é ou o filho que vê. Lindo, lindo, lindo!!!!!

Vida! disse...

Quão puro esse lindo amor...
Comovente, profundo!
Parabéns!

Gustavo Dantas disse...

Muito massa... ehehe
acessem meu blog...
www.bahia3dview.blogspot.com